Barraqueiros reclamam das vendas no Zé Pereira de Timon

Na manhã desta segunda-feira (29), barraqueiros que trabalharam durante o Zé pereira de Timon avaliaram as vendas durante a festa e reclamaram de prejuízos. Eles afirmam que as vendas foram baixas e que não deu para superar o dinheiro investido.
O barraqueiro, Antônio Rodrigues, acredita que os ambulantes que trabalham no Zé pereira vendendo em isopor, atrapalham as vendas dos barraqueiros cadastrados. “A gente que paga é que sai no prejuízo. Infelizmente não tem fiscalização. Esse ano não deu para ter lucro. Vendi 95 pacotes durante toda a festa. No ano passado vendi 250”, informou.
Wagner, que também trabalhou no Zé Pereira, disse que o movimento foi ruim e o lucro pouco. “O movimento foi péssimo. Coloquei cinco barracas aqui e agora ficou o prejuízo”, afirmou.
Um dos fatores que tem afetado a venda dos barraqueiros é o fato de muitos foliões trazerem a bebida de casa. Por todo ‘corredor da folia’ é possível se verificar uma grande quantidade de pessoas com isopores, coolers e até mesas.

“Não tem nem comparação. Saí bem mais em conta trazer de casa. Junta todo mundo e compra a bebida aí fica mais maneiro”, disse o estudante Fernando Augusto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *